Demandas da região na Assistência Social são apresentadas ao Estado

Prefeitos, vice-prefeitos e secretários municipais de Assistência Social da Serra Catarinense participaram na tarde desta quinta-feira (08) em Urubici, de reunião presencial com o Secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Claudinei Marques.

O encontro organizado pela prefeita de Urubici, Mariza Costa, aconteceu na Câmara de Vereadores e respeitos todos os protocolos sanitários de combate a Covid-19. O objetivo foi apresentar ao secretário de Estado, as demandas regionais na área de assistência social.

Cada secretário municipal ou prefeito teve oportunidade de falar sobre as demandas mais urgentes. O assistente social da Amures/Cisama, Lauro dos Santos, falou em nome do colegiado da Serra Catarinense e apresentou três demandas com abrangência a todos os municípios.

A primeira que solicitou investimentos para construção de 11 Centro de Referência de Assistência Social – CRAS. Os beneficiados podem ser Bocaiana do Sul; Bom Retiro; Capão Alto; Correia Pinto; Painel; Palmeira; Ponte Alta; São Joaquim; São José do Cerrito; Urubici e Urupema.

"Estes municípios, ainda não tem equipamento próprio ou em local apropriado e a implantação dessas unidades, será um grande avanço na Política de Assistência Social na Serra Catarinense", explicou Lauro dos Santos. Ele listou também, a implantação do Serviço de Família Acolhedora com atuação regional para crianças e adolescentes.

E por fim, apontou a necessidade de ação voltada à Segurança Alimentar, um direito constitucional de todos o acesso regular e permanente a alimentos de qualidade e em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais.

Claudinei Marques recebeu também, demandas locais e sinalizou com a possibilidade de atender à região. "Já sabemos o que a região precisa. Agora vamos alinhar as demandas em reunião na segunda-feira e buscar atender as reivindicações", afirmou o secretário de Estado da Assistência Social.

Para prefeita de Urubici, a reunião regionalizada foi estratégica e demonstrou que o Estado está aberto para ouvir e atender as demandas. "A partir deste momento construiremos boas parcerias em busca de soluções na área da assistência social", afirmou Mariza Costa.